Facebook Pixel

Regras oficiais CrossFit 2019 - Capítulo 3 - Atleta terá de provar sua nacionalidade - Pood Blog

Regras oficiais CrossFit 2019 - Capítulo 3 - Atleta terá de provar sua nacionalidade

 

O atleta tem que provar a sua nacionalidade perante a um país para se habilitar a competir no Open

Para se classificar para o CrossFit Games 2019 você tem que terminar no Top 20 mundial do Open, ganhar um campeonato sancionado, ou ficar em primeiro no ranking do Open do seu respectivo país. CrossFit também se reserva ao direito de convidar quatro atletas individuais para competir no Games.

 

O CrossFit Open 2019 vai começar em Fevereiro e irá durar cinco semanas até dia 25 de Março.

  • Semana 1 – Quinta-feira, 21 de Fevereiro – Segunda-feira, 25 de Fevereiro
  • Semana 2 – Quinta-feira, 28 de Fevereiro – Segunda-feira, 4 de Março
  • Semana 3 – Quinta-feira, 7 de Março – Segunda-feira, 11 de Março
  • Semana 4 – Quinta-feira,14 de Março – Segunda-feira, 18 de Março
  • Semana 5 – Quinta-feira, 21 de Março – Segunda-feira, 25 de Março

Claramente esse novo sistema de classificação vai ter grandes consequências na temporada de 2019 já que vai dificultar a temporada de atletas de países mais tradicionais em comparação aos atletas de países menos tradicionais. Por exemplo, é muito mais difícil se classificar em primeiro no ranking dos Estados Unidos do que é na Lituânia. Isso significa que o CrossFit Games 2019 será muito mais amplo na participação de atletas de diferentes nacionalidades. Lembrando que a maioria dos atletas vai estar registrado para competir no país onde mora, trabalha, e treina. Há algumas exceções como militares, pessoas que moram no exterior, ou estão em período de viagem. O ponto a seguir foi retirado do Livro de Regras 2019 do CrossFit:

1.07 – Registro Open – Seleção de país

Durante o processo de registro, o atleta terá que providenciar algumas informações para estabelecer o país durante a competição do Open. Os atletas terão que permanecer competindo por esse país durante todas as cinco semanas.

Os requerimentos usados para determinar o país de competição do atleta são baseados na cidadania ao fechamento do primeiro workout. Como dito anteriormente, para a maioria dos atletas o seu país de competição será o mesmo em que vive, trabalhar, e treina no dia a dia. Como dito anteriormente, o atleta não precisa estar morando no país em que ele alega cidadania. Desde que o atleta seja um cidadão de um país que tenha um box afiliado ativo, ele pode se registrar para representar tal país.

Qualquer país que tenha pelo menos um box afiliado ativo estará em condições de classificar um atleta para o CrossFit Games 2019.

1.08 – Registro Open – Seleção de país – Exemplos de situações incomuns

Para alguns atletas, escolher um país de competição não será tão simples. As regras abaixo fala sobre algumas situações incomuns ao escolher o seu país de competição.

Militares irão competir pelo país em que eles tem nacionalidade. O atleta irá competir pelo seu país independente de missão no exterior.

Atletas com dupla cidadania poderão escolher qual país eles vão representar pelo decorrer da temporada. Esses atletas só vão poder competir por um país.

Atletas no meio de um processo de uma nova cidadania vão competir pelo país que eles tem cidadania ao final da primeira semana do Open.

Atletas que adquirirem uma nova cidadania após o encerramento da primeira semana do Open não vão poder mudar seu país e terão que competir pelo país em que eles registraram. Qualquer erro ao registrar seu país será punido com desqualificação da competição.

Leave a Reply
WhatsApp Chat WhatsApp Chat